Brincando com as cores e seus sentimentos

Muito se fala sobre as cores, pois elas estão em alta, o pretinho básico não é mais o essencial dentro de um guarda-roupas, hoje a maioria das pessoas estão buscando algum espaço nesse mundo colorido que lhe faça se sentir bem para entrar de cabeça.

Compartilhe:


MODA HUMANIZADA

Foto: Cla Ribeiro

Muito se fala sobre as cores, pois elas estão em alta, o pretinho básico não é mais o essencial dentro de um guarda-roupas, hoje a maioria das pessoas estão buscando algum espaço nesse mundo colorido que lhe faça se sentir bem para entrar de cabeça.

O que poucos sabem é que por tras de cada cor existe um sentimento, alguns de forma coletiva e outras pessoais. Tá confuso? Já vai clarear, ou colorir!!

É comprovado que o nosso cérebro reage à algumas cores de forma intuitiva, assim como a cheiros, vou exemplificar: Quando olhamos para a cor verde, em geral nosso cérebro associa automaticamente à natureza, devido a uma questão lógica, desde criança as árvores, grama e folhas estão muito presentes no nosso campo visual, logo é uma cor muito conhecida pelo nosso cérebro associada à conforto e tranquilidade. Essa pode ser considerada uma mensagem coletiva.

Da mesma forma existem cores quem compõe alguma fase da nossa vida que foi marcante e pode trazer algum trauma ou aspecto positivo, exemplo: Em um momento triste marcante a pessoa estava usando uma roupa vermelha. Esse cérebro pode associar a cor vermelha à tristeza. Essa seria uma mensagem pessoal, apenas de conhecimento próprio.

Independente de qualquer uma das situações, é possível entender que sim, as cores brincam com nossos sentimentos e nós podemos usar as mensagens delas para brincar com nossa comunicação visual, enviando mensagens coletivas corretas de acordo com nossos objetivos, seja na vida pessoal, na profissional ou através das redes sociais.

Entenda como fazer isso de forma prática com sua coloração pessoal.

@prihernandesoficial

Compartilhe:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.