Lançamento – “Fandango e Cultura Caiçara no Coração de Morretes”

Lançamento – “Fandango e Cultura Caiçara no Coração de Morretes”

Compartilhe:


“Fandango e Cultura Caiçara no Coração de Morretes”

Em janeiro, tive o previlégio de cobrir o evento de lançamento dessa obra literária que resgata e difunde o Fandango de uma forma leve, objetiva e encantadora. Escrita por Dagoberto Ribeiro Neto, o evento que aconteceu na icônica “Casa Rocha Pombo” no centro histórico de Morretes contou com amigos, familiares do escritor, autoridades e amantes da cultura caiçara.

Na mesma semana Dagorbeto nos concededeu uma entrevista exclusiva em que respondeu algumas perguntas importantes para que nossos leitores entendam melhor o processo e objetivos desse livro.

CLA MAGAZINE

Ola Dagoberto, primeiramente gostaria de agradecer essa entrevista e gostaria de acrescentar que gostei muito do livro e quero saber mais alguns detalhes sobre esse projeto!

O que lhe inspirou escrever sobre o fandango, uma dança bem tradicional em morretes e demais cidades do litoral paranaense?

Dagoberto

Primeiramente obrigado Cla por esta oportunidade de apresentar o meu trabalho de resgate e salvaguarda do fandango caiçara no município de Morretes. Bom o Fandango esteve presente na minha vida desde a adolescência, quando ao observar um grupo de jovens “tamanqueando” e “Arrodeando” a saia, não pensei duas vezes ao entrar na roda e dançar umas modas com eles. De la pra cá, não parei mais, o fandango hoje faz parte da minha vida, é a nossa Arte, nossa Cultura, nossa Identidade social. Tudo isto, me inspirou a escrever o livro, para que todos conheçam a história da nossa gente.

CLA MAGAZINE

Para você Dagoberto, qual a importância do Fandango na sua formação como educador e agora escritor, e é claro para pessoa que é hoje?

Dagoberto

Guardar e Preservar a Cultura de nossos ancestrais, buscar no passado valores, muitas vezes esquecidos, é de uma importância tão grande, pois ajudam a nos reconstruir, a nos assumirmos como caiçara. O Fandango hoje é Patrimônio Imaterial do Brasil. Por isto tenho a obrigação como educador e escritor, antes de quaisquer manifestação Cultural, primeiro, apresentar o fandango, apresentar a cultura caiçara, para as nossas crianças jovens e adolescentes, de onde viemos? Quem somos? Quais os nossos hábitos? Este é o meu trabalho como educador, fazer que, com a mesma intensidade que o Frevo e o Maracatu é tido e valorizado no Nordeste do Brasil, o Fandango seJa para nós Sulistas do Estado do Paraná

CLA MAGAZINE

Uma mensagem para quem não conhece o fandango e está interessado em saber mais, o que essas pessoas vão vivenciar, conhecer e porque o fandango merece mais divulgação?

Dagoberto

Descrever o Fandango Caiçara é retornar historicamente no tempo, rever e pesquisar toda a evolução desta expressão artística popular, que reúne dança e música, é encantar-se e desejar estar inserido neste contexto, com o objetivo de contribuir para o resgate de tão importante cultura…Então você Paranaense que não conhece a sua história, ouça pulsar em seu coração uma marca fandangueira, venha viver a nossa história. E no final desta leitura, vamos todos juntos “FANDANGUEAR”.

CLA MAGAZINE

O mais importante Dagoberto, mais uma vez obrigado por essa exclusiva. Onde nossos leitores e seguidores podem encontrar o livro “Fandango e Cultura Caiçara no Coração de Morretes”?

Dagoberto

Vocês pode adquirir o livro nos formatos impressos e eBook no site da editora, www.editoracrv.com.br

CLA MAGAZINE

Qual a mensagem mais importante na sua opnião que o livro deixa para as novas gerações?

Dagoberto

Uma mensagem, de forma simples e honrosa, é mostrar a todos, a origem do fandango no município de Morretes, como manifestação Cultural, os instrumentos utilizados, sua dança, e principalmente, o resgate da viva lembrança de antigos fandangueiros. A Paixão pelo Fandango cria uma atmosfera de valorização, reconhecimento e importância do Fandango em âmbito nacional.

Confira alguma imagens do evento de lançamento!

Fotos e entrevista por Cla Ribeiro

41 99745-0474

@claribeirophotographer

@clamagazine

Compartilhe:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.